Em 2016 publicamos o site da Igreja Assembleia de Deus Ministério Restauração Online em adrestauracao.com.br Este site é um ponto de encontro de amigos, um pronto-socorro espiritual, um lugar de oração, de bate-papo e de apoio recíproco. Todos os cultos realizados na igreja base são transmitidos em tempo real. Nossa Equipe Pastoral atende diariamente muitas pessoas com uma palavra de Aconselhamento Pastoral. O resultado? Vidas e famílias salvas e restauradas, testemunhos de curas, libertações, milagres e maravilhas. Glória a Deus! Temos o Circulo de Oração Online, composto por pastores, moderadores e intercessores. Oramos diariamente por centenas de pedidos de orações que aportam em nosso site. O resultado? Vidas e famílias salvas e restauradas, testemunhos de curas, libertações, milagres e maravilhas. Glória a Deus! A Assembleia de Deus Ministério Restauração Online têm muitos desafios a enfrentar, inclusive, compromissos financeiros mensais. Cremos que sendo este um projeto de Deus Ele move mentes e corações para a devida sustentabilidade, inclinando-os à colaboração por meio de donativos em tempo, dons, talentos e recursos financeiros. Deus está movendo este Ministério para alcançar milhares de pessoas no Brasil e fora de nosso país também. Participe desse projeto de fé: Levar a Palavra de Deus até os confins da terra. Una-se a nós nesta obra. Faça contato. “Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.” Salmo 139:9-10 Pastor Presidente Joselito Pereira dos Santos

Em que cremos

  1. Em um mundo em transformações que freqüentemente modifica suas premissas e valores, os princípios absolutos do Evangelho do Senhor Jesus Cristo permanecem inabaláveis, evidenciando o propósito divino para a humanidade. Temos a Bíblia como a revelação de Deus, dada a santos homens por inspiração do Espírito Santo e a reconhecemos como autoridade única e infalível quanto a fé e conduta. Dessa divisa deriva nossa Declaração de Fé que consta de 14 pontos doutrinais, publicados e praticados pelas Assembleias de Deus inistério Restauração.

    1) Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).

    2) Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão (2 Tm 3.14-17).

    3) Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal dentre os mortos e sua ascensão vitoriosa aos céus (Is 7.14; Rm 8.34 e At 1.9).

    4) Na pecaminosidade do homem que o destituiu da glória de Deus, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode restaurá-lo a Deus (Rm 3.23 e At 3.19).

    5) Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus (Jo 3.3-8).

    6) No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor (At 10.43; Rm 10.13; 3.24-26 e Hb 7.25; 5.9).

    7) No batismo bíblico efetuado por imersão do corpo inteiro uma só vez em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo (Mt 28.19; Rm 6.1-6 e Cl 2.12).

    8) Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus no Calvário, através do poder regenerador, inspirador e santificador do Espírito Santo, que nos capacita a viver como fiéis testemunhas do poder de Cristo (Hb 9.14 e 1Pd 1.15).

    9) No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo, com a evidência inicial de falar em outras línguas, conforme a sua vontade (At 1.5; 2.4; 10.44-46; 19.1-7).

    10) Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade (1 Co 12.1-12).

    11) Na Segunda Vinda pré-milenial de Cristo, em duas fases distintas. Primeira – invisível ao mundo, para arrebatar a sua Igreja fiel da terra, antes da Grande Tribulação; segunda – visível e corporal, com sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos (1Ts 4.16. 17; 1Co 15.51-54; Ap 20.4; Zc 14.5 e Jd 14).

    12) Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo, para receber recompensa dos seus feitos em favor da causa de Cristo na terra (2Co 5.10).

    13) No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis (Ap 20.11-15).

    14) E na vida eterna de gozo e felicidade para os fiéis e de tristeza e tormento para os infiéis (Mt 25.46).